3 de jul de 2012

AOS 61 ANOS, MORRE MR. FUNKY SANTOS

Esse é Mr. Funk Santos do nosso tempo áureo do Astória FC, quando eu com 18 anos e a turma, já frequentávamos seus bailes embalados com muito James Brown, Tavares, Aretha, Jimmy Castor e muito mais. Fique com Deus, querido amigo. Na sua escola tinha muitos alunos e eu agradeço ter estudado e frequentado por muito tempo.
RIO - Ao lado de nomes como os de Big Boy, Ademir Lemos, Messiê Limá e Cidinho Cambalhota, Mr. Funky Santos foi um dos primeiros DJs cariocas a se notabilizarem tocando black music. Figura proeminente do movimento de resgate do funk original nos bailes do Rio, (grifo meu)Santos morreu no domingo, aos 61 anos, de complicações pulmonares decorrentes de um câncer no estômago. Ele foi enterrado hoje à tarde, no Cemitério de Inhaúma.

Em 1969, com seus discos de James Brown debaixo do braço, ele saía do Morro dos Macacos, onde morava, e ia comandar o som no Astoria Futebol Clube, no Catumbi. Mais tarde, O DJ levaria seus bailes ao Renascença Clube, no Andaraí, berço da cultura black carioca.

Grande astro dos bailes funk da cidade nos anos 1970, Oseas dos Santos teve programas nas rádios Imprensa e Roquete Pinto. Com a alcunha de Mr. Funky Santos e sua foto nas capas, lançou, até os anos 1980, algumas coletâneas dos funks que tocava. Ele foi figura decisiva para a transição do funk para o romântico charme, no qual se destacou um de seus discípulos, o DJ Corello.
Veja mais sobre Mr. Funk Santos em: http://www.humbertodiscofunk.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário